Depoimento

"Lá eu compreendi a conviver com outras pessoas, o que é algo muito difícil."

Antes de ir morar na Casa Mais Vida, fiquei dez anos na Casa Amarela. Tava na rua antes de ir pra lá.

Cheguei entre 2012 e 2013, não me lembro bem. Sou meio ruim com data. Saí de lá em 2014, 2015... acho que foi isso.

A vida lá na Casa era muito boa, era muito bem atendida. Ganhava roupa, produto de higiene e presentes. Não faltava nada.

Iam muitas visitas lá. Eu tinha muito contato e apego ao pessoal que visitava. Eles me levavam muitas coisas de presente. Eu tratava bem, porque queria que eles voltassem.

Doralice - Ex-moradora da Casa Mais Vida

Não tenho o que reclamar do pessoal que trabalhava lá. Tem uns que nem estão mais lá e são meus amigos no Face.

Eu ajudava bastante. Não gosto de ficar parada.

Aprendi muita coisa lá nas oficinas. Aprendi a fazer papel reciclado, kit de escritório, artesanato, que hoje até pode ser uma fonte de renda.

O Instituto foi muito importante na minha vida. Aprendi muita coisa lá. A principal coisa que aprendi foi conviver com as pessoas, que é muito difícil.

Hoje tô casada. Morando junto, né. Moro com meu marido e com meu filho.

Moro na Vila São Pedro, em São Bernardo.

Fazemos uns bicos e estamos juntando um dinheiro pra ver se saímos do aluguel. É muito ruim pagar aluguel.

Que foto que você vai colocar?

Não acredito que você tem esta foto!  Você manda ela pra mim?

Você tem falado com o Roberto? Pede para ele me ligar, queria falar com ele.

Vou passar na casa pra pegar o Jornal e me ver.

Fica com Deus.

Doriene Americo

Ex-moradora da Casa Mais Vida

0
0
0
s2sdefault

Artigos Anteriores