Sua doação... Nossa ação

É hora de avaliar o projeto Cantar, Tocar e Encantar, um sonho antigo que foi realizado em 2016 graças ao prêmio Volkswagen na Comunidade.

É sabido que o acesso à música auxilia no desenvolvimento cognitivo, cultural, intelectual, artístico, além de fortalecer a participação social e comunitária dos envolvidos. Por isso, buscamos proporcionar a sensibilização musical às crianças e adolescentes dos acolhimentos e jovens e adultos especiais pela deficiência.

Durante a realização do projeto, observamos que os portadores de síndrome, deficiência física ou mental interagiram com os instrumentos e expressaram muita empolgação através de sorrisos.

Entre os adolescentes e adultos que não possuem deficiência, foi notório o trabalho em equipe, o cuidado e a paciência com os demais. Além disso, aumentou atenção, a concentração e a capacidade de trabalhar com o diferente. Capacidade essa que foi desenvolvida por todos para, em conjunto, articularem a canção e mergulharem na melodia e harmonia para atingir a essência da composição.

As músicas eram estrategicamente escolhidas, através de análise das letras e com a colaboração dos envolvidos. Estas traziam sentimentos perdidos e abriam janelas para resgate da esperança de vida.

Além do notório desenvolvimento dos participantes, o projeto nos proporcionou momentos emocionantes como a apresentação dos moradores na festa de final de ano e, em uma das visitas domiciliares, ver um filho tocar violão e cantar para mãe.

Neste momento raiva, mágoa e desilusão foram deixadas de lado, dando espaço para sentimentos de alegria, amor e afeto.

Tínhamos como meta prepará-los para formar bandas e realizar apresentações em escolas e demais espaços disponíveis. Já formamos a primeira que é composta por adolescentes que optaram pelo pop e MPB.

Realizamos algumas apresentações que possibilitaram o senso de responsabilidade, respeito e ganho na aprendizagem.

Tivemos um número aproximado de 80 participantes, destes 95% em idade escolar e inseridos na rede pública de ensino, onde tiveram uma melhora na autoestima; em 60% se constatou aumento no rendimento escolar.

Estamos revisando alguns tópicos e aprimorando os métodos pra melhorar ainda mais estes números.

Valeu o esforço e o apoio da Fundação Volkswagen.

Escrito por Roberto de Andrade Júnior

Coordenador Geral

Roberto de Andrade Júnior
0
0
0
s2sdefault

Artigos Anteriores