Palavras da Diretoria

Olá, pessoal! Paz, graças e comida pra todos...

O IMA E O SAICA

SAICA é a sigla do programa de Serviço de Acolhimento Institucional de Crianças e Adolescentes inserido no novo modelo de atenção aos envolvidos em medidas de proteção - em risco pessoal, social ou em condição de abandono - encaminhados por decisão judicial.

Esse serviço é adotado em caráter provisório e excepcional nos casos em que as famílias ou os responsáveis legais não podem exercer a função de proteger e cuidar de seus entes, com objetivo de garantir proteção integral à criança e ao adolescente. Além disso, permite a reintegração familiar ou, na impossibilidade, busca encaminhamento para famílias substitutas.

As unidades de SAICA são geralmente administradas por ONGs, que devem oferecer: ambiente acolhedor, estarem inseridas na comunidade e ter aspecto semelhante ao de uma residência, sem nenhuma placa de identificação institucional e distância excessiva do ponto de vista geográfico e socioeconômico da comunidade de origem das crianças e adolescentes acolhidos.

O atendimento prestado deve ser personalizado, em pequenos grupos e favorecer o convívio familiar e comunitário, bem como a utilização de serviços disponíveis na comunidade local e manter o endereço desses espaços em sigilo.

Somando quase 10 anos de bons serviços de abordagem e criação de vínculos com crianças e adolescentes que moram ou trabalham nas ruas e quase 5 anos de significativos resultados em programa com adolescentes em conflito com a lei em regime aberto, o IMA foi convidado em 2014 a ampliar a sua missão e colocar sua experiência também no SAICA de Santo André. Um grande desafio dado pela enorme complexidade que o programa apresenta.

O desafio se dá em acolher e garantir proteção integral às crianças e adolescentes em situação de risco pessoal e social e de abandono; buscar contribuir para a prevenção do agravamento de situações de negligência, violência e ruptura de vínculos; restabelecer vínculos familiares; possibilitar a convivência comunitária muitas vezes negadas; promover acesso à rede socioassistencial aos demais órgãos do Sistema de Garantia de Direitos e a políticas públicas, a fim de garantir o desenvolvimento integral da criança, adolescente e de sua família.

Procuramos ainda favorecer o surgimento e desenvolvimento de aptidões, capacidades e oportunidades para que os indivíduos façam escolhas com autonomia e conhecimento; promover o acesso a ensino regular e/ou profissionalizante conforme faixa etária e interesse; promover o acesso a programações culturais, de lazer, de esporte e ocupacionais internos e externos, relacionando-as a interesses, vivências, desejos e possibilidades da criança ou adolescente.

Certos de ter realizado um trabalho bastante destacado no desenvolvimento das crianças e adolescentes, finalizamos o atendimento desse programa em 2016 e focamos nossa atuação com pessoas adultas com necessidades especiais nas cidades de Santo André, São Bernardo do Campo e Mauá.

Após um ano de intenso trabalho com pessoas especiais em Mauá, fomos convidados a retomar a dedicação às crianças e adolescentes neste município. Acreditando no nosso trabalho, na parceria e colaboração com o setor judiciário e a prefeitura, estamos de volta para mais esse desafio em levar novos valores, metodologia, dedicação, carinho e afeto aos adolescentes do SAICA Mauá.

Agradecemos o voto de confiança da gestão pública, do Centro Municipal de Desenvolvimento da Criança e do Adolescente (CMDCA) e do judiciário de Mauá, que dividem conosco a satisfação de poder trabalhar com essas pessoas que merecem e terão o direito de viver e sonhar com dias melhores pra todos. 

Sucesso a todos nesse novo desafio.

Escrito por Roberto de Andrade Júnior

Coordenador Geral

Roberto de Andrade Júnior
0
0
0
s2sdefault