Palavras da Diretoria

Vem chegando novamente o Natal, tempo de alegria, vida, compaixão e comemorações.

São tantos sentimentos bons que o Natal bem poderia durar o ano todo: pessoas mais calmas, menos violentas, menos ódio no mundo, mais compaixão, misericórdia e esperança. Devemos deixar isso tudo renascer com o menino Deus que vem.

O Instituto Monsenhor Antunes está se despedindo desse ano de tantas mudanças, transformações e vivências. Sabíamos que esse seria um ano difícil, mas não imaginávamos que seria tanto.

Assistimos muita gente esquecendo como é amar, muita gente semeando discórdia e rancor, mas não dá tempo pra ficar chorando leite derramado. Vamos torcer para o Natal trazer presentes bons ao mundo. Vamos orar, esperar que o menino renasça nos corações sofridos da desesperança. Vamos fazer nossa parte pra isso acontecer.

Pra nós do IMA foi um ano de muitas mudanças e desafios. Convivemos com disputas, rancor, recuos e avanços, perdas e ganhos, indiferença de quem esperávamos apoio e, no entanto, ganhamos ajuda de quem não apostávamos.

 


Deixamos alguns trabalhos que nos animavam e fortaleciam, mas chegaram outros para nos motivar e reanimar nossa determinação em continuar. Tivemos a melhora no quadro grave de saúde de uma moradora que há muito não melhorava; auxiliamos na superação da depressão de pessoas acolhidas; juntamos-nos a outras instituições que acreditam na vida; formamos grupos de coral dos idosos que se apresentaram e encantaram em diversos locais de Santo André; formamos o coral de especiais de SBC, que cantaram na conferência de assistência de SBC; formamos também, como resultado do prêmio da fundação Volkswagen, a banda dos adolescentes acolhidos, que estão prontos pra entrar em estúdio e gravar suas primeiras músicas (só não sabemos se terão tempo pra isso, pois será mais uma casa fechada nesse ano). Fizemos diferença, a vida das pessoas está melhorando, Jesus está nascendo pra elas e com elas novas alegrias. 

Iniciamos em outubro um novo momento, assumindo duas novas casas para acolher pessoas especiais com necessidades especiais em Mauá. 

Enquanto tem gente nas trevas semeando amarguras e sofrendo com as derrotas, tem gente boa aproveitando as oportunidades. Muita gente especial, que se não tem um lugar na família de origem ganhou outra casa e outra família conosco. O Menino Deus também não teve casa pra nascer e nem por isso deixou de transformar o mundo. 

Por isso festeje, festeje muito, festeje o ano que vai acabar. Não apenas como dias que se passaram, e sim como mais um trecho percorrido na estrada da sua vida!

Festeje pelo bem que foi capaz de fazer e pelo mal que foi capaz de superar!

Festeje o prazer de cada conquista, e o aprendizado de cada derrota!

Festeje por estar aqui! Pelo privilégio que o Menino Deus te proporciona.

Festeje a esperança no ano que se inicia, no amanhã! Que será melhor.

Festeje a vida! 

Abra os braços para receber os sonhos e expectativas que o Menino Deus te traz e no ano novo jogue fora o medo, arrisque mais, sinta a vida! Sonhe, busque, espere... Ame e SEJA FELIZ!

Vamos cantar com alegria com o poeta “que toquem os sinos em nome da esperança, dos homens que sabem da força que tem o respeito para com os seus semelhantes, na luta por seus direitos, que traga a alegria o toque feliz deste sino e faça dançar nas ruas meu povo menino” (Gonzaguinha).

 

Escrito por Roberto de Andrade Júnior

Coordenador Geral

Roberto de Andrade Júnior
0
0
0
s2sdefault

Artigos Anteriores